Os momentos e dados mais curiosos sobre a história das copas do mundo de futebol

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Torcida Sun Special

Torcida Sun Special

- Na Copa do Uruguai, realizada em 1930, um jogador chamou a atenção de todos. O uruguaio Héctor Castro não possuía uma das mãos. Em função deste problema físico e de sua habilidade com a bola no pé, ganhou o apelido de “o divino manco”.

- O primeiro gol da história da Copa do Mundo foi marcado por Lucien Laurent, da seleção da França, na Copa do Mundo de 1930 (realizada no Uruguai). Este gol foi marcado aos 19 minutos do primeiro tempo, no jogo de abertura entre França e México, realizado em 13 de julho de 1930. Os franceses levaram a melhor, nesta que foi a primeira partida da história da Copa, vencendo os mexicanos por 4 a 1.

- Na Copa do Mundo de 1934, realizada na Itália, o jogador da seleção italiana Luigi Bertolini entrou em campo com faixas de pano enroladas na cabeça. O jogador fez isso para proteger a cabeça, pois as costuras das bolas da época eram grosseiras e costumam ferir a pele dos jogadores no momento do cabeceio.

- Ainda na Copa de 1934, outro fato curioso. O jogador da seleção suiça Leopold Kielholz jogou usando óculos. Mesmo assim, foi capaz de marcar três gols.

- Na Copa do Mundo de 1938, realizada na França, o jogador brasileiro Leônidas marcou um gol descalço. O fato curioso ocorreu no jogo entre Brasil e Polônia, vencida por nossa seleção por 6 a 5.

- Na Copa do Mundo da Suíça (1954) um fato causou preocupação em todos que estamos assistindo ao jogo entre Uruguai e Hungria. Após fazer o gol de empate para sua seleção, o uruguaio Juan Eduardo Hohberg desmaiou em campo. Ele recebeu atendimento médico e se recuperou no hospital.

- Na Copa do Mundo do Chile, realizada em 1962, na disputada partida entre Brasil e Inglaterra em cachorro invadiu o campo e proporcionou uma das cenas mais hilárias de todos os tempos da Copa. O habilidoso Garrincha foi pra cima do animal, porém tomou um drible. Já o jogador inglês Greaves, que não era tão habilidoso quanto o ponta brasileiro, teve sucesso e pegou o cão.

- A Copa do Mundo de 1962 foi uma das mais violentas de todos os tempos. Nos cinco primeiros dias de jogos, cerca de 50 jogadores ficaram contundidos em função de jogadas violentas.

- A Tunísia foi o primeiro país da África a vencer uma partida pela Copa do Mundo. Os tunisianos venceram os mexicanos por 3 a 1 na Copa do Mundo da Argentina (1978).

- A maior goleada da história da Copa do Mundo ocorreu na Espanha em 1982. A Hungria venceu El Salvador pelo placar de 10 a 1.

- Em 1982, na Copa da Espanha, o sheik do Kuait invadiu o campo e pediu a anulação do jogo em que a equipe de seu país perdeu para a França pelo placar de 4 a 1.

- Na Copa do Mundo do México (1986), os brasileiros ficaram surpresos antes do jogo entre Brasil e Espanha. Em vez de tocar o Hino Nacional Brasileiro, tocou o Hino à Bandeira.

- Na realizada nos Estados Unidos, em 1994, um fato muito curioso ocorreu no jogo entre Bulgária e México. O defensor mexicano Marcelino Bernal, ao tentar salvar uma bola, exagerou na força e acabou quebrando a trave.

- Na Copa do Mundo do Japão / Coreia do Sul, realizada em 2002, ocorreu o gol mais rápido da história da competição. O jogador turco Hakan Sukur marcou aos 11 segundos um gol contra a seleção da Coreia do Sul.

- Na base da Taça da Copa do Mundo de Futebol existe espaço para gravar o nome das seleções campeãs somente até o ano de 2038.

- A primeira Copa do Mundo de Futebol a ter um mascote foi a de 1966, na Inglaterra. Era um leãozinho chamadoWillie.

- Na Copa da Alemanha de 1974, a seleção da Holanda ganhou o apelido de “Laranja Mecânica”, graças ao encantador futebol apresentado.

- Na final da Copa do Mundo de 1990, na Itália, o árbitro esqueceu de olhar o tempo no relógio, e o primeiro tempo chegou aos 53 minutos.

- Até a Copa do Mundo de 2006, já foram disputadas 708 partidas.

- O jogador mais jovem a jogar uma partida de Copa do Mundo foi o irlandês Norman Whiteside. Ele disputou a Copa realizada na Espanha em 1982, com apenas 17 anos.

- A maior média de gols em uma Copa foi a de 1954 (Suíça). Foram marcados, em média, 5,4 gols por partida.

- A menor média de gols em uma Copa foi a de 1990, na Itália. Na ocasião, foram marcados, em média, 2,21 gols por partida.

- A Copa do Mundo do México (1970) foi a primeira a ter as partidas transmitidas pela televisão.

- Em todas as Copas do Mundo, até 2006, foram marcados 2063 gols.

- A Copa do Mundo de 1930, no Uruguai, foi a única edição que não teve eliminatórias.

- A edição da Copa que teve o maior número de gols foi a de 1998, na França. Nesta copa foram marcados 171 gols.

- Os cartões vermelho e amarelo foram utilizados pela primeira vez em Copas do Mundo em 1970, no México.

- A seleção da Suíça não tomou nenhum gol na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

- Durante a Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), a taça Jules Rimet (troféu oficial da Copa do Mundo) ficou escondida dentro de uma caixa de sapatos, debaixo da cama do vice-presidente da FIFA.

- A Copa do Mundo com a maior média de gols foi a da Suíça (1954). Durante o evento houve a elevada média de 5,4 gols por partida. Foi nesta Copa que a brilhante seleção húngara goleou a Inglaterra pela largo placar de 6 a 3.

- O goleiro que ficou o maior tempo sem tomar gols em uma Copa do Mundo foi o italiano Walter Zenga. Ele conseguiu ficar, na Copa de 1990, 517 minutos sem sofrer gols.

- O camaronês Roger Milla foi o jogador mais velho a marcar um gol em Copas do Mundo. Aos 42 anos e 39 dias, Milla marcou o único gol da seleção de Camarões na derrota para a Rússia na Copa de 1994.

- O jogador mais novo a marcar um gol em Copa do Mundo foi o brasileiro Pelé. Com apenas 17 anos e 239 dias, ele marcou um gol contra a seleção do País de Gales, em 1958.

- O maior artilheiro de todos os tempos da história da Copa do Mundo é o brasileiro Ronaldo. Ele participou de 4 Copas do Mundo (de 1994 a 2006) e marcou 15 gols. Já o francês Just Fontaine é o maior artilheiro em uma única Copa. Na Copa do Mundo de 1954, realizada na França, Fontaine marcou 13 gols.

- O técnico com maior número de jogos acumulados em copas foi o alemão Helmut Schön. Ele comandou a seleção da Alemanha em 25 jogos entre as copas de 1966 a 1978. Schön também é o recordista em número de vitórias em Copas do Mundo, com o total de 16.

- A maior média de gols em uma copa do mundo ocorreu no ano de 1954 (Suíça) com a elevada média de 5,38 gols por partida (total de 140 gols). Já a Copa com menor número de gols foi a de 1990, na Itália, com apenas 115 gols e uma média de 2,21 por partida.

- A seleção com maior número de cartões vermelhos acumulados em copas do mundo é da Argentina. No total, são 10 cartões vermelhos. O Brasil vem em segundo lugar com 9 cartões vermelhos.

- Brasil e Alemanha são os maiores finalistas de todos os tempos. As duas seleções chegaram 7 vezes em finais de Copas do Mundo.

Sun Special na SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL 2014

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

logo hora-01

Este ano a Sun Special participou da feira SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL 2014.

Abaixo colocamos algumas fotos de nosso Stand e Produtos. Obrigado a todos e até ano que vem! :-)

 

Venha visitar a Sun Special Maquina de Costura e Bordado na Feira Serigrafia Sign FutureTextil

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Venha visitar a Sun Special Maquina de Costura e Bordado na Feira Serigrafia Sign FutureTextil
Contamos com sua visita de 06 a 09 de maio de 2014.

Seu credenciamento pode ser feito nesse endereço:
https://www.mbxeventos.com/credenciamentoserigrafia/

Sun Special marcou presença na Patchwork Design 2014

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Sun Special marcou presença na Patchwork Design 2014

De 20 à 22 de março no Centro de Convenções Frei Caneca (Shopping Frei Caneca) em São Paulo, a Sun Special esteve presente nesta edição.

Teve a oportunidade de demostrar suas máquinas e lançamentos.

 

Máquina de Costura Industrial Pespontadeira Barra Fixa Sun Special SS3100S1BG

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Máquina de Costura Industrial Pespontadeira Barra Fixa Sun Special SS3100S1BG

Workshop em Belo Horizonte – MG nos dias 19, 20, 21 e 22 Fevereiro 2014

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Workshop em Belo Horizonte – MG nos dias 19, 20, 21 e 22 Fevereiro 2014

 

13item

De lanchonete a empresa especializada – Reportagem Revista Vestir – Dezembro 2013

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

De lanchonete a empresa especializada – Reportagem Revista Vestir – Dezembro 2013

De lanchonete a empresa especializada em comércio e distribuição de máquinas de costura, cor te e bordado, a Sun Special percorreu uma longa trajetória até alcançar a posição que ocupa atualmente no mercado de confecção.

Na tentativa de melhorar de vida, João Ribeiro inaugurou uma lanchonete no município de São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo, em 1986. Ele, sua esposa e seus irmãos comercializavam refeições para a população, inclusive para os vários revendedores de máquinas de costura que trabalhavam no entorno do comércio.

Logo o contato diário da família com os profissionais do ramo de confecção despertaria no proprietário da lanchonete o interesse pela área.

Ao vislumbrar uma oportunidade rentável de negócio, Ribeiro abriu uma loja do outro lado da rua de seu estabelecimento comercial e passou a comprar e revender máquinas de costura. E ingressou definitivamente no setor de confecção quando, mesmo sem saber falar inglês, viajou para o exterior em busca de novidades para se diferenciar dos demais revendedores que há anos tocavam seus negócios da mesma forma.

Depois de visitar países como Estados Unidos e China, voltou ao País com ideias inovadoras para empregar em seu empreendimento. A viagem ao exterior provocou uma reviravolta em sua vida profissional. Os negócios prosperaram e sua empresa tornou-se representante no Brasil de várias marcas estrangeiras de máquinas de costura.

Em 1989, o empresário passou a importar máquinas dos Estados Unidos, Itália, Japão, Coreia do Sul, Taiwan e, principalmente, da China.

Em 2001, a empresa mudou sua sede comercial para o bairro do Bom Retiro, na capital paulista, e passou a desenvolver sua própria linha de máquinas de costura, por meio da marca Sun Special, agregando o que há de melhor em tecnologia e qualidade, devido ao conhecimento sobre as marcas existentes, obtido por meio do trabalho de revenda de máquinas importadas.

Segundo a diretora-executiva da Sun Special e filha de João Ribeiro, Ethiane Ribeiro, a empresa é um portal para o confeccionista, pois oferece todos os tipos de soluções para o setor, de máquinas de costura a tecidos.

A Sun Special trabalha com máquinas retas, galoneiras, interloques, overloques, fechadeiras, pespontadeiras, botoneiras e caseadeiras, além de máquinas especiais para peitilho, bolso, filigrana, flat seaming, passante e pontos decorativos. No segmento de bordado, a empresa oferece máquinas de bordar de uma a 20 cabeças, com e sem aplicadores de lantejoulas. Comercializa também armarinhos, equipamentos e acessórios para cor te e passadoria, e dispõe peças para manutenção dos próprios equipamentos e de concorrentes.

O negócio conta com uma equipe técnica que testa todos os novos equipamentos e os avalia para o mercado brasileiro. Além disso, a empresa desenvolve, junto com os fabricantes, soluções, inovações, adaptações e automatizações específicas para o segmento e clientes.

Para estar mais próxima dos revendedores e dos grandes polos de confecção, e facilitar a logística de distribuição, a Sun Special mantém filiais da marca no Ceará, Pernambuco, Brasília, Santa Catarina, Minas Gerais e Paraná.

Ethiane ressalta que a empresa sempre buscou ser a mais inovadora do segmento. Segundo ela, tal dinamismo perdura desde o início e é o que a mantém como líder de mercado. “A Sun Special está entre as três principais importadoras de máquinas de costura do Brasil, mas é a única que trabalha com marca própria e pode oferecer maior variedade de produtos para confecção”, comemora.

Há mais de 20 anos no setor, a empresa construiu um relacionamento comercial com fornecedores e fabricantes de máquinas de costura e consolidou sua imagem no mercado. Apesar de a ascensão do setor ter inundado o cenário com diferentes marcas e aumentado a concorrência, a Sun Special tem acesso ao que há de melhor no mercado, pois a empresa cresceu junto com diversas fábricas de confecção do estado de São Paulo. “Só uma empresa preocupada em manter uma liderança em qualidade de produto e de atendimento persiste no mercado”, observa a diretora-executiva.

[print_gllr id=2615]

Máquina de Costura Transporte Triplo de Uma Agulha Eletrônica TW1B898D2 Sun Special

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Máquina de Costura Transporte Triplo de Uma Agulha Eletrônica TW1B898D2

Sun Special

Esta máquina tem o dispositivo de compensador do calcador, este dispositivo não deixa a máquina falhar ponto, quando passamos de uma espessura de um material para outra muito maior na mesma costura.

Velocidade de 3000 PPM

Altura do ponto 9 mm

Altura do calcador 16 mm
Corte de linha automático
Posicionador de agulha
Compensador de calcador
Levantador de calcador automático
Lubrificação automática
Contagem de ponto programado
Máquina rolamentada

Máquina de Costura BERNINA 780

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Máquina de Costura BERNINA 780