COMPARTILHE

De acordo com pesquisas, e por outras razões, os homens tem cada vez mais comprado roupas e o setor de moda masculina preveem um aquecimento maior ainda neste segmento.

Os maiores mercados neste crescimento estão os EUA, mas a tendência é em todo o mundo.

A Hugo Boss, marca da Alemanha, é a quem lidera as vendas de roupas masculinas e espera atingir até 2015 a marca de 3 milhões de Euros em vendas. Isto é favorecido pela mudança cultural internacional, o que levou os homens a se interessar por moda e aparência pessoal, de acordo com Claus-Dietrich Lahrs, presidente-executivo da Hugo Boss. Espera-se expansão nos Estados Unidos, em Manhattan.

O mercado tem crescido cerca de 14% ao ano, o dobro do ritmo do vestuário feminino.

Outra coisa que favorece a venda de roupas masculinas é a influência dos blogs de moda, que incentivam os homens a vestir-se melhor, dão dicas fashion, direcionadas à este público e também séries de tv, como “Mad Men” tem investido bastante na divulgação desta nova tendência. Mas ainda há uma certa timidez dos homens para comprar acessórios como pulseiras e lenços.

A China é um mercado também bastante aquecido neste segmento. O mercado de luxo chinês aumenta a cada dia, e o número de lojas masculinas na China já subiu cerca de 19%  desde o ano passado. De acordo com as pesquisas, os homens são mais fiéis à marcas do que as mulheres.

Nos Estados Unidos, o mercado de luxo não é tão exigido pelos homens, mas mesmo assim eles estão gastando mais em vestuário. Os consumidores americanos compram mais roupas formais. De acordo com o NPD Group, as vendas de vestuário masculino neste País subiu 4% enquanto que roupas para mulheres atingiram somente 3% duranto o ano.